quinta-feira, 16 de novembro de 2017

MAIS DE 100 KM A PÉ E PASSOU NO PIQUET

IMG_5209Um grupo de pessoas ligadas as pastorais sociais e CEB's saíram de Iguatu, na quarta-feira (08/11) e andaram mais de 100 quilômetros para para chegar em Sanador Pompeu na vésper, Sábado (11/11) do evento anual chamado de CAMINHADA DA SECA, que está na sua 35ª edição.  Sim, essa galera andou pra caramba para andar mais um pouco.

Um dos integrantes e quem liderou essa 1ª PEREGRINAÇÃO AO CAMPO SANTO DAS VÍTIMAS DA SECA DE 1932, é Padre Anastácio, piqueense, é conhecido pelo seu trabalho voltado as pastorais sociais. No vídeo ele explica o porquê dessa primeira peregrinação e o significado de há 35 anos ser lembrado a história das 15 mil vítimas da seca em 32.

Em resumo, pra você que não quis ver o vídeo (?). Em alguns pontos do Ceará foram transformados em verdadeiros "campos de concentração", exatamente, tipo aqueles do nazismo que só foram descobertos no final da II Guerra Mundial, que só começaria 7 anos depois da seca 1932. Pessoas morrendo de fome, comendo qualquer tipo de coisa, trabalhando como escravos. No caso de Senador esse Campo era na barragem do Patu.

IMG_5205Encontramos com eles no sítio Ipueiras e acompanhamos a caminhada por alguns quilômetros até a Barra do Serrote. O clima é de descontração, Principalmente por parte de Conceição, que é  embora tenha um cansaço, não da para perceber que essa galera já tinha IMG_5203andado mais de 70 quilômetros. Dois carros  acompanhavam eles trazendo bagagens e água, muita aguá.  Nesse trajeto já era possível perceber algumas dificuldades de quem se aventura pelos asfaltos do Ceará, nossa estrada que nos liga a Nova União (Zorra) não tem acostamento , DSC_1508então por vezes o caminho é seguir pela pista, estávamos andando justamente no horário que os DSC_1517ônibus de alunos passavam e a sensação de perigo aumentava, mas entre os peregrinos isso não parecia um problema, talvez já estivessem acostumados com a situação, lembrando que já era DSC_1522noite. A DSC_1540caminhada seguiu com musicas.Quem estava nas calçadas cumprimentavam e tentavam entender porque aquela galera andava aquela hora.

Chegamos na casa do Boy, onde algumas pessoas esperavam a chegada da comitiva. Quem puxa música é Anastácio, chegando enfrente a casa Eu sou feliz é na comunidade, na comunidade eu sou feliz. Depois da janta um momento para explicar a peregrinação e todo o sentido de não deixar a história das Almas da Barragem do Patu morrer.

Com base nas conversas, os calos nos pés e as dores nos joelhos eram recompensadas por esse momento de acolhimento nas comunidades, a cada refeição ou pernoite uma comunidade diferente fazia o acolhimento.

IMG_5215No outro dia pela bem cedo foram recepcionados no Salão paroquial, na sede da cidade, com café da manha. Com a presença IMG_5237de autoridades e membros da comunidade Católica, mais uma vez o momento, que poderia se chamar de estudo, com padre Anastácio.Padre Jame também falou um pouco assim como prefeito Bismarck e a Vereadora Keilhiane.

Passava das nove quando a caminhada seguiu para Senador, mas não ates de passar pela Igreja Matriz. Esperei por eles na saída IMG_5255para Senador com Drone para fazer algumas imagens.

A história não termina aqui, no domingo acompanhamos 35ª CAMINHADA DA SECA lá em Senador Pompeu,mas fica para o próximo texto.

Por Denison Vieira 






12-Fotoss5ffglamour


Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"