quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Há 35 anos A CAMINHADA DA SECA relembra o sofrimento das 15 mil mortes na Barragem do Patu em Senador Pompeu

Esse texto tem uma primeira parte segue o link: http://www.informegeracao.com/2017/11/mais-de-100-km-pe-e-passou-no-piquet.html

IMG_5369Chegamos no sábado (11/11), a missa na sede de Sanador foi temática, no aquecimento para Caminhada da Seca que começaria horas depois na madrugada do domingo. Logo após uma apresentação ao lado da Igreja encenou como seria a convivência dentro do Campo de Concentração. IMG_5366A peça trazia os comandantes do lugar com máscaras, no cenário esqueletos de animais o que dava um tom macabro, a luz amarela passava a sensação de seca e sol escaldante das vítimas de 1932. Alo lado do local da apresentação os instrumentos já estavam a postos para o show deIMG_5403 Zé Vicente. O artista tem uma conexão  antiga com movimentos sociais, principalmente ligados a igreja. Suas músicas são prova dessa ligação. Não deixou de falar sobre a atual situação do Brasil, e faz de seu show um ato também politico. Em um dos momentos fez questão de dar a palavra à vereadora IMG_5396Keilhiane, como pode ser visto no vídeo. Keilhiane falou sobre a a participação feminina na política, com mais de 50% da população, as mulheres só ocupam 10% das vagas no executivo e legislativo.

IMG_5465

IMG_5436

A Caminhada da Seca acabou se tornando um ato religioso, na frente segue um senhor segurando uma cruz e os outros ao seu lado seguram um terço gigante. Há uma correria constante da galera da cinematografia, passa dois carregando uma câmera da daquelas grandes, depois um cara corre com drone na mão.

A saída é da igreja matriz de  Senador Pompeu, eram 4:40 quando, noite, mas até a chegada do bispo (que se atrasou), os primeiros raios solares, que mudam a cor do céu, já estavam presentes. Dizem que são 6 quilômetros até o cemitério, mas andamos menos de uma hora, e o google maps diz que são 4km.caminhada da seca Alguns andam descalços todo percurso, penitência bem comum, mas na minha frente seguia o que parecia ser uma família, homem, mulher e criança todos descalços, mas a criança, que deveria ter uns 4 anos no colo o tempo todo.

IMG_5483

Chegando no lugar, onde todo ano é realizada uma missa, tem um cemitério, como todos dizem "simbólico", (porque os mortos no Campo de Concentração não foram enterrados ali) um pequenIMG_5488o mausoléu no meio e algumas cruzes. Lá pelo meio da missa entro de novo no cemitério e encontro uma pilha de garrafas d’água em volta da Cruz. IMG_5514De cara penso que é falta de educação, mas logo o cantor Zé Vicente, com sua câmera registrando tudo, explica pra outra pessoa que, como eles haviam morrido na seca a água era uma homenagem aos mortos. O ritual se repetia várias vezes, chegar perto das cruzes ou árvores do local, derramar toda água e deixar a garra. IMG_5524

Uma equipe que fazia imagens, com um equipamentos muito caros, filmavam uma cena - um de meia idade chegava e olhava todo cemitério. É estranho em um lugar daquele ver alguém fingindo estar interessado. Outro homem pega um produto inflamável e joga em um fogo baixo que as velas faziam, logo um fogaréu sobe e junto com ele fumaça e o barulho do fogo, muito bem capturado pelo equipamento de som da equipe. O cara que tacou o produto, bebe na boca da garrafa.

Padre Anastácio é o último a falar na missa e mais uma vez repete o que disse durante toda peregrinação de Iguatu até o Cemitério das amas do Patu. Pede união e deixa claro sua opinião sobre o Brasil, em que existe uma luta de classes, fala sobre a desigualdade e nomeia programas governamentais que "funcionam", como as cisternas, quintais produtivos, mandalas entre outros. Em sua passagem pela Barra do Serrote três dias antes, chamou o atual Governo Federal de "desgoverno".

IMG_5434IMG_5474IMG_5506IMG_5530

Por Denison Vieira 


BACKLIGHT 01-800x80008 jackson09eed

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"