segunda-feira, 30 de junho de 2014

CAMILO PERDE SOBRENOME E PODE SER GOVERNADOR

29062014-DSC_0051Antes de embarcarmos na van de Agenor, nosso motorista, já havia começado as piadas políticas, uma animação descomunal às 3 da madrugada. A zabumba e o pandeiro já estavam guardados na parte de trás, mas não chegaram a ser usadas. Alguns percussionista nos acompanharam na viagem. Saímos depois das 4. 

Em uma viajem tranquila chegamos por volta das 9:30h. Ainda foram mais dois carros pequenos com a comitiva de Piquet Carneiro. Já na entrada do evento vimos um paredão de fotos com Camilo Santana, Dilma e Cid Gomes. Chegando um pouco mais perto, Expedito, prefeito de Piquet Carneiro, estava a espera. Tiramos fotos com banners que faziam menção de apoio à Camilo.

29062014-DSC_0050Ao entrar no ginásio da faculdade Ari de Sá, lotado, foi fácil identificar as diversas caravanas do interior do estado, que parecia ser a maioria durante o evento, algumas com instrumentos musicais, no estilo “quanto mais barulho melhor”. Balões de decoração estavam nas cores dos partidos, laranja, vermelho, verde e branco. Já o layout dos banners eram da eleição passada amarelo e verde, na verdade a única coisa que caracterizava Camilo como do PT era o número 13.

Dois locutores esquentavam a plateia, dizendo nome de cidades e pedindo animação - correspondida - quando de repente o governador Cid e Camilo Santana entram no ambiente sendo carregados nos braços por militantes. Com um pouco de dificuldade os dois saem dos braços para o palco amparados por quem já estava no palanque,  umas 40 pessoas, entre elas Expedito, que cumprimentou os dois. Ao mesmo tempo aparecem no palco, Ciro Gomes, ex-governador e irmão de Cid, Roberto Cláudio, prefeito de Fortaleza e o Deputado José Guimarães.

29062014-DSC_0055No meio da aglomeração, em cima do palco, o locutor não parava de falar e já começava apresentar Ciro Gomes, que ainda tentou ser ouvido com um "depois", mas já era tarde, foi até o microfone e falou sobre economia, citou os grandes investimentos, como o porto do Pecém e a transnordestina, entre outras, falou que a renda per capita do cearense vai duplicar chegando a valores iguais a qualquer outro Estado brasileiro.  Roberto Claudio e Guimarães fizeram defesa dos nomes de Camilo e Dilma. Depois foi a vez do Governador Cid Gomes, que explicou seu desmaio na convenção do PDT dizendo ”Não tenho nada de grave, mas se fico com muito calor, não deixo de fumar e não faço exercício, acaba ocorrendo isso". O Governador ainda citou os nomes que disputavam a candidatura: Domingos Filho, Mauro Filho, José Albuquerque, Izolda Cela e Leonidas Cristino. Falou da coligação opositora que tem até quatro candidatos a presidente "Enquanto aqui é Dilma". Durante todo seu discurso assessores de Cid davam liquido para ele, que falou sentado na beira do palco, deu para ler os lábios de Ciro que disse "bebe um pouco" se referindo a água. Ainda na leitura labial, depois do discurso, deu pra intender um "maravilho" de Ciro Gomes para o irmão.29062014-DSC_0135Camilo estava bem tranquilo durante todo evento ao lado da esposa e dos dois filhos. Em seu discurso enfatizou o apoio a presidente Dilma, agradeceu a Guimarães por ter retirado seu nome a vaga ao senado, que ficou com Mauro Filho. Contou uma história com o pai Eudoro Santana que “Quando tinha 7 ou 9 anos, no dia das mães… um delegado chegou em casa…ele ficou 18 dias desaparecido… meu pai foi torturado... na luta pela democracia desse país(durante a ditadura militar)", parte mais emotiva de seu discurso.

Na hora de chamar a estrela do evento uma estratégia do marketing já era evidente, Camilo Santana perdeu o sobrenome, tanto no layout da campanha como na boca dos locutores é “Camilo 13".

29062014-DSC_0144

MAIS FOTOS AQUI

Fotos e texto por Denison Vieira

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"