sábado, 14 de junho de 2014

AUDIÊNCIA PÚBLICA DEBATE SEGURANÇA DE PIQUET CARNEIRO

O evento começou bem perto das 4 da tarde do dia 10 de junho, no Centro Pastoral, a Audiência Pública foi idealizado para discutir a questão da segurança de Piquet Carneiro, organizada pela Câmara Municipal.10062014 - 0643A mesa foi composta pelos poderes legislativo representado pelos vereadores, executivo,  com a presença do prefeito; do judiciário representado pelo juiz e promotor, além da sociedade civil representada pelo Sindicato dos Trabalhadores  Rurais e a Federação das Associações.
Juiz Roberto responsável pela comarca de Piquet Carneiro enfatizou na união dos poderes para solução do problema e a disponibilidade do fórum pra receber denúncias. Depois foi a vez do promotor Naelson que deu algumas sugestões para aplicar na cidade,  como por exemplo a regulação dos horários funcionamento dos bares e vigilância através de câmeras nas ruas. O promotor ainda fez questão de repetir por diversas vezes, que para obter benefícios é preciso fazermos sacrifícios.10062014 - 0638O recém chegado Capitão Luciano, que é responsável por Mombaça e Piquet Carneiro, representou a Polícia Militar no evento. O capitão falou sobre as últimas apreensões feitas em Mombaça, onde foram apreendidos metralhadora e outras armas, além de neste curto periodo cerca de dez pessoas já foram presas.

Os vereadores Dinômedes e Mosquito falaram falaram sobre a sobre o distrito de Ibicuã, pedindo mais a presença policial.

As reivindicações giraram em torno de coisas comuns, como mais blitz, principalmente na entrada da cidade, mais participação do ProCidadania, câmeras de vigilância, mais efetivo policial e presença nas comunidades próximas a sede. Também surgiu pedidos contraditorios, como o que pedia pelo uso do capacete e outro pelo liberação do uso. Outro pedido pedido pareceu beirar na incostitucionalidade ao proibir de menores depois de certa hora na rua ou o que pedia que o Conselho Tutelar visitase os bares atrás de menores, algo completamente fora da função dos mesmos.

10062014 - 0668Logo após as reivindicações dos presentes, Capitão Luciano voltou ao “palanque”, e respondeu a alguns dos pedidos, como por exemplo a questão das blitzes pela cidade. Quando falava sobre a necessidade da parceria com a população, nas denúncias e informações para polícia, soltou a seguinte frase:
"Como eu, vindo do Crato vou saber quem é o Cabelim." Ao dizer essa frase a platéia murmurou alto como se o capitão tivesse falado um palavrão ou algo proibido. Cabelim é um dos envolvidos nas últimas apreenssões do capitão.

O presidente da Caâmara informou que seria documentado uma lista de presença e as reinvidicações, que vão fazer parte de um documento, que será entregue a todos orgãos responsáveis pela segurança. Ás seis audiencia terminou com uma reza do “Pai Nosso” liderada por Padre Jaime.

10062014 - 0709Por Denison Vieira    

Mais fotos aqui

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"