sexta-feira, 21 de março de 2014

Em Pedra Branca policia prende bando que pretendia atacar Piquet Carneiro

Equipes da Polícia Militar de Pedra Branca, do Comando de Polícia do Interior (CPI) Sul, e do Comando Tático Rural (Cotar) capturaram nesta terça-feira, 18, um bando acusado de planejar um assalto na cidade de Piquet Carneiro, na região Centro do Estado. Conforme o Centro de Operações Policiais Militares (Copom) do 9º Batalhão Policial Militar (BPM) foram presos quatro homens e uma mulher. Em poder deles foram encontrados dois revólveres e uma pistola.

O grupo foi identificado como Manuel Augustinho Oliveira, 19 anos, Aldisan Araújo de Melo, 20, Loid Aves Rodrigues, 25, todos da Paraíba, ainda Vinicius Ferreira da Silva, 20, e Erivan Veras da Silva, 30, ambos do Rio Grande do Norte. Também foi preso Garmyson Marques Carvalho, 30, este último natural de Acopiara, comerciante no distrito de Minerolândia, na zona rural de Pedra Branca, onde foi realizada a operação policial. Todos foram conduzidos para a delegacia da Polícia Civil, em Pedra Branca.

Ainda de acordo com o Copom do 9º BPM, a pistola calibre 380, municiada, com dois carregadores, foi encontrada em poder de Garmyson Carvalho; com o outro morador de Minerolândia, Erivan da Silva, foi encontrado um dos revólveres, calibre 38. A última arma de fogo apreendida, outro revólver calibre 38, estava com Loid Rodrigues. Ela alegou que a arma, encontrada na sua residência pertence ao companheiro dela. O nome dele não foi revelado. Está sendo procurado pela polícia.

Um dos policiais que participou da operação informou ao Diário Sertão Central que há alguns dias o bando já havia tentado atacar um banco de Piquet Carneiro, todavia desistiram porque notaram a presença do reforço policial, equipes do Cotar, na cidade. Com o apoio, as buscas continuam e inclusive um membro do PCC foi preso no distrito de Capitão Mor, na zona rural de Pedra Branca. Ele está sendo investigado.

Atualizado

O delegado Jeferson Custódio, titular da Polícia Civil de Pedra Branca, no Sertão Central, informou ao Diário Sertão Central que o comerciante Garmyson Marques Carvalho, 30 anos, não tem nenhum envolvimento com Erivan Veras da Silva, apontado pela Polícia como chefe do bando capturado pelas equipes do Comando Tático Rural (Cotar) e do Comando de Polícia do Interior (CPI) Sul, na última terça-feira neste Município.

Conforme o delegado, policiais que participaram da operação haviam confundido o comerciante com um dos membros do “Bando do Erivan”. Coincidentemente, durante as buscas, no distrito de Capitão Mor, uma pistola foi encontrada na casa de Garmyson Carvalho. Como ele não possuía registro da arma de fogo, foi autuado por posse de arma de fogo e liberado após pagamento de fiança. Ele não possui antecedentes criminais.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"