terça-feira, 17 de dezembro de 2013

4ª Romaria da Juventude em Mombaça

Mombaça, no dia 1º de dezembro recebeu a 4ª Romaria da Juventude, que já havia passado em anos anteriores por Senador Pompeu, Piquet Carneiro e Minerolândia todas organizada pela Pastoral de Juventude do Meio Popular (PJMP).

A Romaria teve seu início ás 6 da manhã na Capela localizada no Bairro recreio. No primeiro momento Mardineuson Sena, assessor da PJMP, liderou o que poderíamos chamar de alongamento corporal e espiritual, um começo preparatório para o longo dia que tínhamos pela frente. Músicas tranquilas mãos esticadas para o alto, eram alguns dos ingredientes. O sol já castigava a essa hora e acabou atrapalhando a concentração do momento. Por sorte, 01122013 - 0020logo depois do café, nuvens apareceram e acompanharam a caminhada por um bom tempo. Ás 7:15 começamos o trajeto, sendo embalado por um carro de som com dois no microfone, mais dois com violão andando ao lado do carro. Os eventos da PJMP tem um jeito peculiar e próprio de acontecer. Algumas de suas músicas retratam uma realidade antiga, mas com raízes no presente, o negro e o menos favorecido sempre são retratados. O termo “jovem Nazareno” para se referir a Jesus sempre está presente. 01122013 - 0052Domingo é um dia deserto em Mombaça, não muito diferente da maioria das cidades, mas os poucos que sobraram pela rua, paravam para ver a multidão de jovens passando. Enquanto tirava fotos, uma senhora me parou e, com uma cara curiosíssima, me perguntou “o que é isso aí?”, respondi. Durante o trajeto houve uma parada para lembrar da questão do extermínio de jovens. A Campanha Nacional contra a Violência e o Extermínio de Jovens nasceu em maio de 2008, na 5ª Assembléia Nacional das Pastorais da Juventude. Sua ideia primordial é externar a indignação com o alto índice de mortes entre os jovens.

Depois de uma longa caminhada, chegamos do outro lado da cidade na Paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro. A missa começou ás 9 da manhã. No momento de reflexão, o Padre Valter se mostrou preocupado com uma pesquisa que dizia que 26% dos jovens não trabalhavam e nem estudavam e continuou sua pregação focada nesses 26%, o que não agradou algumas pessoas. Ouvi 01122013 - 0125de um membro da PJMP, “e os mais de 70% não contam”. Uma senhora da comunidade subiu no púlpito e parabenizou os jovens que estavam ali, que se sentia emocionada em ver tantos jovens em um momento como aquele, sua fala se contrapôs claramente ao pessimismo pregado anteriormente. O mesmo membro da PJMP disse “Essa mulher falou o que eu queria dizer”.

Enquanto a missa acontecia fui ao banheiro, que fica logo ao lado da igreja, lá encontrei uma cruz no lixo. Na lata de lixo estava o emblema da prefeitura de Mombaça e na parte da frente a frase, já batida, “Jogue o lixo no Lixo”. A cena já seria o suficiente para tirar uma foto, mas tinha uma certa ironia na imagem. A cruz era dos 25 anos da PJMP no Ceará, que foi comemorado em Mombaça em 2006. A cruz ficava na frente da Igreja. Ao perguntar o Padre, o mesmo disse que não teria mais espaço por causa da reforma da igreja. Integrantes da PJMP levaram a cruz, que deve ser colocada na Capela do Recreio, onde nasceu o primeiro grupo da PJMP em Mombaça.

No período da tarde foi a vez da poesia e a música entrarem em cena. Os poetas Messias Pinheiro e Gilvan Azevedo recitaram algumas de suas poesias, ambos militantes da PJMP. A Banda Raça Jovem se apresentou tocando as músicas, já clássicas nos encontros da Pastoral. Logo após o momento 01122013 - 0192Cultural foi a vez de Pe. Anastácio fazer uma breve palestra na qual falou sobre as condições dos jovens e sobre a persistência necessária para continuar em um projeto como da PJMP.

Embora durante o evento nada tenha sido dito sobre o caso da Carta do Bispo, que proibiu as missas de cura e libertação (Confira matéria aqui), nos bastidores a história ganhou força, aparentemente, pela insatisfação de alguns padres o caso deve chegar ao vaticano.

Denison F. VIeira

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"