sexta-feira, 4 de maio de 2012

Solidão, mundo espiritual e o erro de ter certeza

image   Vivemos sozinhos. No meio da maior multidão do mundo ainda somos sozinhos. Temos desde pequenos, segredos, que escolhemos a quem contar. Não há no mundo alguém que se conte tudo, nem mesmo o psicólogo. Essa sensação de solidão nos arrasta para um inferno terreno onde só quem nos compreende somos nós mesmos. E encontramos na angústia dos outros, motivos para não sermos tão infelizes. E apesar da solidão de ser único, temos a necessidade de compartilhar tudo. A vitória só é consagrada quando divulgada. Para compensar a solidão de ser um, nos encontramos, compartilhamos, nos importamos e de vez em quando nos esbarramos, seja com chingamentos ou no tapa mesmo. Não conseguimos ignorar o que o outro diz e pensa, é sim importante. Resta saber dosar essa necessidade do outro e aproveitar o milagre de ser único no meio de bilhões.

    Talvez venha daí a necessidade que temos de usar o espiritual, dividindo o peso de ser responsabilizado pelo que fazemos. Em muitos momentos nos agarramos as divindades para não ficarmos sós. Havendo ou não um mundo espiritual, temos de agir de uma única maneira, com base na realidade, com base naquilo que enxergamos. Se você é uma boa pessoa por seguir uma doutrina, algo está errado. Afinal, se um dia você se decepcionar? O ser humano que você se tornou vai mudar? Temos um cérebro de tamanho suficiente para contemplar a realidade e tirarmos nossas próprias conclusões. A começar por esse texto, duvide que esteja certo e filtre o que acha correto e nunca tenha 100% de certeza, esse é um grade erro e erramos sempre.

Denison F. Vieira

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"