domingo, 22 de abril de 2012

DEMOLIÇÃO DO ALTAR-MOR DA IGREJA MATRIZ DE PIQUET CARNEIRO

ABRIL/2012

ALTAR-MOR, IGREJA MATRIZ, SAGRADO EM 27.OUT de 57Os trabalhos de reforma e ampliação da igreja matriz de Piquet Carneiro levaram à cabo, em outubro de 2011,  a demolição da velha sacristia da mesma,  construída, que fora,  por iniciativa do primeiro pároco, Pe.  Antônio Pinheiro  Freire,  no ano de 1948.

Agora,  neste mês de abril de 2012, foi a vez,  de  se observar  " caído por terra " ,  o antigo altar-mor da mesma Casa de  Deus, edificado há 55 anos, posto que  solenemente benzido,   em 27 de outubro de 1957, pelo vigário d´então,  o Revmo.  Pe. Alberto Nepomuceno de Oliveira.
Foi doida a cena, sobremodo para quem  tem  o sentido da História...   Mas não havia alternativa, que não a sua retirada, face à ampliação da nave central do nosso templo.

Na verdade,  o  conjunto arquitetônico do altar de nossa igreja, em forma de cruz,  parecia "impregnado" de Eternidade!   A Bíblia, que  é a Palavra de Deus, todavia, nos adverte: TUDO TEM SEU TEMPO E SUA HORA!

Infelizmente,  do antigo altar, não se pode salvar, senão as colunelas, tendo,  nestas, impressos,  o trigo e a uva, símbolos do trabalho do homem, símbolos  também da Eucaristia;  e o medalhão,  em que se vê retratada a imagem de uma ave,  um pelicano, mais precisamente.

Segundo uma lenda medieval, o pelicano, "quando não encontra alimento para sustentar sua prole, rasga seu próprio ventre para alimentá-la com seu sangue. (...)".  Por extensão dos fatos,  "no simbolismo católico, o pelicano, derramando seu sangue por seus filhos,  é o emblema do Salvador - Jesus Cristo - dando seu sangue para a salvação da humanidade ou alimentando o homem na eucaristia." (Cf. shttp://www.pelicanosdoasfalto.org/pelicano.html - acessado em 21.04.2012).
Em  audiência,  que mantive,  na manhã deste Dia de Tiradentes (21 de abril), com o nosso vigário, Pe. Jaime, ouvi dele que tais elementos do  antigo altar, ora demolido,  serão usados como adorno do "novo"  altar.

Louve-se,  pois, neste particular, o intento de Sua Reverendíssima, ao ter em  consideração aquilo que é reflexo do esforço dos nossos antepassados,  tendo em vista que, convém mesmo, que sejam  preservadas   , ao menos em parte,   as peças de um monumento sacro,  edificado,   como fruto de  uma  conjunta ação,  movida pelo vigário  Alberto Nepomuceno de Oliveira,  com o povo  e as lideranças de antanho,  naquele já distante outubro de 1957.

(Prof. Osmar Lucena Filho, Memorialista)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"