quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Eu prefiro a b#c%ta

    5400 - 5000 A.C. Um jarro de cerâmica descoberto no norte do Irã, com resíduos de vinho resinado, é considerado a mais antiga evidência da produção de bebida alcoólica. 4000 A.C. Os chineses são provavelmente um dos primeiros povos a usar a maconha. Fibras de cânhamo descobertas no país datam dessa época. Já deu para perceber que as drogas estão ai ha muito tempo e certamente não vão embora nem tão cedo, então nos resta conviver com elas. Por que será que a sociedade e o governo interferem tanto no livre arbítrio do individuo que quer se drogar?

    A resposta dessa pergunta está em uma frase do poeta John Donne “Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente...”. É realmente tentador jogar tudo para o alto e liberar todo tipo de drogas, mas os efeitos colaterais que isso teria na sociedade é incerto, ainda não temos uma educação tão afiada quanto a da Holanda e estamos longe de ser um país culturalmente consciente. A maior preocupação do Governo é com os gastos na saúde, ter um país de drogados não seria nada fácil de sustentar. Mas e a maconha? Bem, se eu tivesse certeza que a liberação acabaria com o uso de armas na comercialização certamente seria a favor, mas sobrariam outras e voltaríamos a estaca zero. Vai dizer que você nunca teve medo de um traficante? Para quem morou do lado de uma “boca de fumo”, já tive, e já vi mais de uma vez traficantes armados passando ao meu lado brincando com armas. Isso mesmo brincando. O que acontece no Rio hoje com as UPP's não é a eliminação do tráfico, porque ele continua, o que acabou foi a imposição de uma ditadura através da violência. Não tenho uma opinião a favor ou contra a liberação, mas acho válida essa discussão.

    E como abordamos o tema com os jovens? Se nosso discurso não for chocante dificilmente teremos resultados. Temos a mania de esquecer o que é ser jovem e as mudanças causadas nessa época. Queremos abraçar o mundo, não temos medo e temos todo tempo que precisamos, somos jovens.  Quer um motivo bom para não beber. Observe os milionários no mundo, quantos bebem de cair, quantos deles se sustentariam onde estão se vivessem drogados. Temos urgentemente que dar uma alternativa mais atraente para os adolescentes. Outro bom exemplo foi o que falou Reginaldo Rossi em um de seus shows “No meu tempo a gente só cheirava as xerecas das meninas”. A brincadeira do cantor é uma das campanhas mais bem feitas, afinal existe algo mais importante para um adolescente na puberdade que uma b#c%ta.

Denison F. Vieira é editor do Informe gerAção

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"