sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Resposta (2)

Recebemos alguns comentários e espero que esse texto posso sanar as dúvidas de algumas pessoas, que por vezes nos cobram uma postura diferente com relação a política. E cobram também notícias policiais, como prisões, brigas, apreensões.

Prefiro manter os canais abertos para comunicação do que entrar numa caça as bruxas na qual certamente me prejudicaria e os poderes continuariam os mesmos. Muitas pessoas só são reconhecidas graças ao gerAção. E tenho uma responsabilidade de não deixa-las na mão. As boas iniciativas que apresentamos, queremos que se multipliquem. Se existir problemas na política local, deixo nas mãos da população que ao se sentir lesada pode, e deve, se dirigir as autoridades competentes.

Não acredito que o “jeitinho brasileiro” desapareça nesse ou naquele governo, seja Estadual, Federal ou Municipal. A forma de o Executivo e do Legislativo agir é sistemática e sua compreensão merece estudo aprofundado. O que deve ser mudado não são os gestores e sim o sistema no qual trabalham. A começar pela reforma política e de leis que favoreçam a transparência. Enquanto isso não acontecer fica difícil acreditar que alguém entre na política sem dever “favores”. Nada na vida pública é preto no branco, e sim um cinzento, que dependendo do político pode se tornar negro.

Voltando a Piquet Carneiro, nosso objetivo é enaltecer o que há de bom. Certamente outros gestores e legisladores virão e queremos ter esse canal aberto para poder evidenciar o que realmente funciona, e quando for possível dar nossa opinião.

Texto postado originalmente no dia 14 de Dezembro de 2010.

Senti a necessidade de postá-lo novamente.

Dênison Ferreira Vieira  -   Editor do Informe gerAção

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"