sexta-feira, 22 de abril de 2011

NECROLÓGIO PE. JOSÉ LEIRTON ALENCAR SOUZA

(* 31.07.1958 + 21.04.2011)

Na lista, já farta, de ex-vigários de Piquet Carneiro, com os quais trabalhei, o nome do Pe. José Leirton Alencar Sousa ocupa um lugar "especial", pela afinidade de pensamento e de ação, que nos unia em torno dos trabalhos pastorais.

Pe. Leirton e fiéis - 7 FEV 1998Para mim, como para tantos, foi duro vê-lo frio e inerte num caixão mortuário, quando não atingira sequer a idade de 53 anos:  completá-los-ia, de fato, no próximo 31 de julho.

Era um cardiopata, com quadro clínico comprometedor,  "provavelmente desencadeado pela diabetes"  segundo me informou um dos médicos que o acompanhava. Mas, nem por isso,  jamais  ele "pendurou as chuteiras", ao menos enquanto a Providência lhe concedeu energia,  o suficiente,  para o trabalho da Messe.

Por meio de dados que coligi, eis a síntese biográfica do pranteado levita: Pe.  Leirton era natural de Saboeiro-Ce, município encravado na Região dos Inhamuns. Nascera em 31 de julho e 1958. Em 1982 ingressou no Seminário Regional Nordeste I, em Fortaleza, a fim de estudar Filosofia e Teologia. Em 27 de dezembro de 1987, em Mineirolândia, Dom José Mauro, então bispo diocesano de Iguatu, confere-lhe a Ordem do Diaconato, para, enfim, no dia 9 de abril de 1988, em sua terra natal, ordená-lo Sacerdote do Altíssimo. O adro da Matriz de Nossa Senhora da Purificação, em Saboeiro, tornou-se, na ocasião,  minguado,  ante à multidão de fiéis, composta de parentes e amigos seus, que participaram do solene ato litúrgico.

Logo após ser ordenado,  Pe. José Leirton assumiu  a Paróquia de Nossa Senhora da Glória, de Mombaça-CE, a qual governou pastoralmente por uma década: de 1988 a 1998. Foi durante o período de seu paroquiato em Mombaça que se deu sua designação, por parte da autoridade diocesana, para reger, como Administrador Paroquial, a comunidade de Piquet Carneiro. Sua posse, nessa função, aconteceu em 5 de março de 1995, conforme se vê deste registro:

"Aos cinco dias de março de mil novecentos e noventa e cinco, durante a missa dominical, às dez horas, a qual foi presidida pelo Exmo. Sr. Bispo Diocesano, Dom José Mauro, tomou posse da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, o Revmo. Sr. Pe. José Leirton Alencar Souza, na função de Administrador Paroquial. Atentos a todo um conjunto de RITOS, os fiéis presentes, em número deveras expressivo, acompanharam, passo a passo, o cerimonial. Assim, após as leituras das Cartas-Provissão (visto que, além do já citado Pe. Leirton, também o Pe. Antônio Fernandes recebia funções para atuar na Região de Irapuan Pinheiro) Dom José Mauro conduziu o néo-empossado (Pe. Leirton) à PIA BATISMAL, ao AMBÃO e, por último, aoSACRÁRIO. Na sua homilia, o Sr. Bispo pôs-se a explicar para o povo o sentido desses ritos a que todos acabavam de assistir. (...) O Pe. Antônio Fernandes agradeceu pelo apoio recebido, durante o breve tempo que passou nesta paróquia; o Pe. José Leirton apelou para a participação do povo e, evidentemente, o apoio de todos, em face do início de seu paroquiato. E, para que estes acontecimentos constassem na História desta Paróquia, eu,OSMAR LUCENA FILHO, secretário AD HOC, redigi e lavrei a presente Ata de Solenidade. Piquet Carneiro, 5 de março de 1995." (Cf. Livro do Tombo - TOMO 1 - 1948/2006 - págs. 124v. e 125))

Em 9 de fevereiro de 1998, Pe. Leirton é nomeado pároco da Sé Catedral, em Iguatu, cargo no qual permaneceu por um biênio, visto que, nos inícios de 2000, Dom Mauro o transfere para Saboeiro, última comunidade paroquial da Diocese de Iguatu a que prestou seus bons ofícios religiosos.

Durante seus quatro anos de atividade  em Piquet Carneiro,  de 5.03.1995 a 7.02.1998, ele pode contar com a valiosa colaboração das religiosas que aqui residiam: Francisca, Conceição, Lourdes, Auxiliadora e Maglene (da Sociedade das Filhas do Coração de Maria).

Dentre os  eventos mais significativos de seu paroquiato em Piquet Carneiro destacaria estes três: Semana Missionária (maio de 1995); Inauguração da Galeria dos Ex-Vigários (27.05.1995), trabalho que tive o mérito de organizar;  e, por fim,   a preparação e celebração do Jubileu de Ouro de instituição de nossa comunidade eclesial,  fato acontecido em 7 de fevereiro de 1998.

Pe. José Leirton fez seu trânsito para a Eternidade, num dia verdadeiramente singular da vida da Igreja: na Quinta-Feira da Ceia do Senhor (IN COENA DOMINI), isto é, no  dia em que Jesus instituiu o Sacramento da Ordem.

Paz à sua alma!

Por Osmar Filho

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"