terça-feira, 9 de novembro de 2010

Do mensageiro ao celular - O Rádio (evolução)

    Os primeiros rádios iniciaram uma grande revolução nos meios de comunicação de massa. Mas se compararmos com os rádios atuais, sem conhecermos a história e o desenvolvimento tecnológico, parece que, aqueles “móveis” ultrapassados não tem nenhum significado em nossos dias.
    A eletrônica primitiva dependia de válvulas, (produzidas em tubo de vidro hermeticamente fechado),  que ocupavam espaço suficiente para montar um rádio inteiro hoje. Não havia o domínio de muitos materiais que temos acesso atualmente e os demais componentes (capacitores, resistores, transformadores, bobinas), eram todos desenvolvidos em tamanho similar.  Com a descoberta do “silício”, e posteriormente a invenção do diodo e  do transistor, que substituíram as válvulas, foi possível desenvolver outros componentes menores.
    Em pleno progresso, e recebendo incentivo de governos e grandes empresas, mais pesquisas aconteceram e cada descoberta ou invenção, contribuiu para a miniaturização da eletrônica. Há alguns anos, o menor rádio, era um *Semp, com embalagem transportável em couro legitimo, acompanhado de fone de ouvido mono, e considerado um verdadeiro luxo em tecnologia e tamanho (8x20x 3 cm, e pesando 400g). Sintonizava duas faixas de Ondas Curtas (OC) e  a faixa de Ondas Medias (AM), nossa conhecida amplitude modulada.  A faixa de Freqüência Modulada (FM), ainda não estava em uso comercial e muitos não acreditavam que existisse uma transmissão melhor que AM. O referido rádio, não podia ser consertado e o fabricante anunciava que o mesmo não necessitaria de manutenção.  As peças eram colocadas uma  ao lado da outra, não havendo meio de testar qualquer componente.
    Depois desse fantástico rádio, foi inventado o circuito integrado (CI), que consiste em reunir em um único componente, várias peças e circuitos microscópicos. Hoje temos  em um “chip” de tamanho super reduzido, funções diversas, sendo possível instalar em um celular: TV, player de áudio, rádio, player de vídeo, vídeo game, câmera fotográfica, gravador de vídeo, e um computador no espaço restante.  As vezes fico na dúvida se estou vendo tudo isso acontecer.  Até 1998, TV em miniatura, como se chamava, só era vendida para as emissoras. Segundo a “Philips”, não havia condições de vendê-las ao consumidor, pois o preço era impraticável. Essa foi a resposta que tive ao tentar comprar direto da Zona Franca de Manaus, uma TV de 3' (três polegadas).
    *Rádio exposto na vitrine da Satélite Áudio e Vídeo (Piquet Carneiro – CE)

Jocicler Vieira
Programa Tocando em Frente
http://ptemfrente.blogspot.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"