segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Pimentel vai apostar na 'marca PT'

Começou com um mal estar político. Depois, vieram as primeiras rusgas. Agora, surge uma estratégia capaz de estremecer a dobradinha que tenta eleger no Ceará dois senadores da base do presidente Luiz Inácio Lula da Silva: a priorização, por parte do PT, do nome do candidato do partido, José Pimentel.

De acordo com fontes petistas, a tática é a seguinte: nos próximos dias será despejado na campanha ao Senado no Estado farto material produzido exclusivamente com Pimentel. O vermelho e a estrela, principais símbolos do partido, serão bastante explorados. E dizeres na linha “o senador do Lula e do PT” aparecerão, em destaque, junto à foto de Pimentel.

“Qualquer um pode dizer que é o senador do Lula. Eu quero ver dizer que é senador do PT”, provoca a fonte, numa referência indireta ao peemedebista Eunício Oliveira. “Vamos avermelhar a campanha”, completa, acreditando que a grife PT fará a difere20100827005756647735ença.

Em 2010, serão eleitos dois senadores pelo Ceará. Pesquisas de intenção de voto colocam o senador  Tasso Jereissati (PSDB) liderando a disputa, com Eunício e Pimentel disputando entre si a segunda vaga.

Segundo O POVO apurou, a produção do material já estaria em curso, com previsão de sair de uma gráfica em Fortaleza dentro de quatro ou cinco dias.

Fruto de um grande arco de aliança que pretende reeleger o governador Cid Gomes, a dobradinha Pimentel e Eunício usa o verde, amarelo e branco como cores padrão. “Aquela novelinha de todo mundo ser igual vai acabar”, antecipa outro petista.

O estopim para a campanha de Pimentel ser diferenciada da de Eunício teria sido a festa política feita em Iguatu, no último final de semana, onde peemedebistas pediram voto para Eunício e Tasso. Conforme O POVO vem mostrando desde então, é cada vez menos raro caso de prefeitos desobedecendo a dobradinha PT-PMDB.

A iniciativa petista, porém, não significa “lavar as mãos” para a dobradinha Eunício-Pimentel, como chegou a dizer uma fonte do PT, diante do episódio de Iguatu. Apesar do constrangimento, Eunício deverá continuar sendo o segundo nome para o Senado no PT.

A assessoria de Pimentel confirma a confecção do material, que seria “uma demanda da própria militância do PT”. “É um processo natural, você vai fazendo ajustes. Não há rompimento nenhum”, justifica.

Procurado pelo O POVO, Eunício não quis se pronunciar sobre o caso.

EMAIS

Diante das ameaças de ruptura, as cúpulas do PT e PMDB têm reforçado a quantidade de prefeitos que apoiam a dobradinha entre Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) ao Senado. A assessoria de Eunício fala em 120 gestores municipais que apoiam os dois. O Ceará tem 184 municípios.

O deputado estadual Domingos Filho (PMDB), candidato a vice-governador de Cid Gomes (PSB), afirma que, de 14 prefeitos do PMDB ligadas a ele, 12 defendem a dobradinha. Apenas os de Icó e Aquiraz estariam apoiando Eunício e Tasso.

A cúpula petista ainda garante que as 15 prefeituras do PT votam na dobradinha. O POVO apurou que o prefeito de Acaraú, do PT, não deverá votar em Eunício, pelas desavenças que tem com o PMDB municipal.

Fonte: O Povo

Um comentário :

  1. Olá apassei para conhecer seu blog ele é not°10, show, espetacular desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom
    Ass:Rodrigo Rocha

    ResponderExcluir

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"