domingo, 25 de julho de 2010

Sob o véu da trama simples / Parte I

Para os “leitores juvenis” deste jornal, passo a publicar esse pequeno artigo comentando duas obras de Ruth Rocha, renomada autora de literatura infantil, com vista a estabelecer um diálogo e motivar o interesse dos jovens leitores pelo caráter lúdico da leitura. Para tanto, vamos adentrar um pouco as linhas do texto, desfazendo o material de que este se constitui, as palavras e suas combinações, e, por meio delas, nos aproximarmos da substância viva e inesgotável sob seu véu: as idéias.

Por ser de um caráter didático, este texto se volta propriamente para você, estudante, supondo que já tenha certa familiaridade com os textos literários, e também para todos os que são amantes desse gênero.

Antes de começar, porém, queremos advertir que por se tratar de literatura infantil não vá o leitor considerar, em face de quem esse tipo de literatura se destina, como um gênero inferior, portanto não digno de atenção.

A primeira estória analisada será O piquenique do Catapimba. Numa publicação futura analisaremos outra obra Procurando firme. Esse texto se embasa num trabalho de conclusão de curso e as obras referidas podem ser encontradas na biblioteca municipal desta cidade, assim, fica como necessária a indicação da leitura da obra analisada para um boa entendimento.

Eis um breve traço da literatura de Ruth Rocha (autora cuja obra aludida analisaremos) nas palavras de Nelly Novaes Coelho:

Seus textos estão entre os que formam ou orientam o espírito da criança, pela consciente mensagem que transmitem, - seja através de valores éticos essenciais (como fraternidade, liberdade de pensamento, responsabilidade de ação, justiça, consciência crítica e questionadora, generosidade, tolerância e rigor, em seus naturais limites, etc.

Vamos à análise:

No livro O piquenique do Catapimba, Ruth Rocha trabalha o espírito comunitário. O enredo tematiza a convivência da criança que se encerra em certos grupos, restringindo a interação com a diversidade.

No enredo Catapimba reúne sua turma para um piquenique e o faz às escondidas da turma do Passa-por-cima, um time de futebol com o qual não tinha empatia. Coincidindo de os dois grupos irem fazer piquenique, deparam-se com uma situação-problema: um dos grupos trouxera apenas mantimentos, ao passo que o outro trouxera apenas utensílios. Esta situação imporá a necessidade de os grupos se unirem para resolver um problema comum.

A rua é o espaço que os distancia no dia-a-dia, estão em extremos opostos, dimensão que pode assumir uma conotação não apenas espacial, mas também social. Como sugestiona a referência rua de baixo.

A narrativa estrutura-se em estrofes. Interessante notar que enquanto estão na cidade, lidando com os preparatórios, a narrativa flui em versos brancos – o foco é de terceira pessoa. Porém, quando se afastam do espaço urbano, indo ao piquenique, as estrofes ganham rima, como a assimilar a melodia da natureza na passagem pelo campo, ou, ainda, como sugestão da nostalgia das personagens por estarem juntas. Como afirma o narrador “quando a gente está junto tudo parece bacana.”

Manifesta-se, assim, um trabalho estético no texto, onde se define duas etapas: a primeira configurada pela ausência de rimas, aludindo a um estar só. A segunda, ritmada, como a projetar na estrutura da narrativa o ânimo das personagens encetado pela união. Não se gera nenhum conflito interpessoal nas personagens. Há a tensão provocada pelo surgimento de uma necessidade comum, o que levará a quebra de um “estatus quo”: ao início da narração os grupos não se falavam, ao final estarão juntos. A ação coletiva soluciona o problema. A necessidade do outro é sanada acompanhada de um benefício recíproco.

Ao final da história permanece a idéia de que a prática cooperativa gera rupturas nas relações que impedem convivência, sendo a ação coletiva a melhor maneira de superar situações-problema.

Por meio dessa história, a criança entra em contato com um preceito futuramente importante para sua vida social: a ação coletiva. Através do lúdico acrescenta-se algo à criança no momento da leitura. Da formação do conceito ela pode partir para ação empírica, pois a realidade fictícia mantém pontos de contato com aquela.

A escolha desta singela narrativa, O piquenique do Catapimba, tem a intenção de demonstrar que, por mais simples que uma narrativa possa se apresentar a nós, em se tratando de literatura, dela podemos extrair reflexões consideráveis para a vida.

Apreciar o texto é isso: irmos além da linearidade do texto, supormos o não dito por meio do que está expresso. “Os textos são porões de significado” – disse certa vez um grande professor de Latim, Everton A..

Como abrir a porta desses porões? Buscando incessantemente o segredo das palavras.

clip_image002

(Danilo Pereira Fernandes)

Graduado em Letras/Português-Literatura pela UECE – FECLI.

TSE divulga novo número de eleitores no CE e Piquet Carneiro diminui seus eleitores

 

dnimagem_203234685 TSE divulga novo número de eleitores no CE

Os candidatos que estão apresentando seus nomes nestas eleições disputarão a preferência de 5.881.584 eleitores, disseminados pelo território cearense. O novo total de eleitores no Estado, divulgado nesta semana pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), revela o mapa do caminho que os postulantes devem percorrer para atingir o objetivo de ser eleitos em 3 de outubro próximo.
A Capital do Estado, Fortaleza, no novo desenho, continua como o maior colégio eleitoral, concentrando um total de 1.558.732 eleitores. O município também encabeça a região com maior número de eleitores em todo o Estado, a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) que é formada por 14 municípios que possuem, juntos, 2.244.685 eleitores.


De tão grandiosa, se comparada a outras regiões, a RMF possue 4 dos 10 maiores colégios eleitorais do Estado: Fortaleza, Caucaia (178.032), Maracanaú (135.512) e Maranguape (67.477). A área territorial continua sendo aquela que requer maior dedicação dos candidatos, justamente por reunir, sozinha, mais de 1/3 do eleitorado estadual.


O levantamento da Justiça Eleitoral revela ainda a concentração da maior parte dos votos nos grandes municípios, o que delineia a tendência de a população migrar para os grandes centros urbanos em busca de mais oportunidades. Os dez maiores municípios do Estado, na ordem, Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Sobral, Crato, Itapipoca, Iguatu, Maranguape e Crateús somam 2.506.092 eleitores, o que corresponde a 42,6% do total de eleitores aptos do Ceará.
Lista
Se houver a inclusão de Morada Nova, Icó, Quixeramobim e Canindé, que completam a lista de 15 municípios com mais de 50 mil habitantes, o percentual sobe para 47% (2.769.768), quase metade dos eleitores do Estado. Os demais 169 municípios dividem o restante (3.111.816 eleitores).
No Interior, o território com maior concentração de votos é o Cariri. A Região Sul cearense é composta, atualmente, por 28 municípios que, somados, possuem 669.954 votantes. Esta região tem dois municípios entre os 10 maiores do Estado e que são, portanto, os centros da Região: Juazeiro do Norte (157.244) e Crato (81.184).


Depois do Cariri, o maior número de eleitores está concentrado na zona Norte: 591.507, em 30 municípios. O maior centro é Sobral, que possue 124.111 eleitores. É naquela área que está localizado também o município com o menor número de eleitores no Ceará. Senador Sá tem apenas 4.641 votos, de acordo com o último levantamento do TSE.


A Região do Sertão Central possue dois municípios entre os 15 do Ceará com mais de 50 mil habitantes: Quixadá (53.428) e Quixeramobim (51.150). Ao todo, são 12 municípios e 267.191 votantes.
Uma das divisões geográficas do Estado põe ao lado do Sertão Central, a região do Sertão de Canindé. Composta por nove cidades, a zona tem como centro o município de mesmo nome, Canindé, com 53.595 eleitores. Os demais integrantes são Caridade, Paramoti, Itatira, Madalena, Boa Viagem, Catunda, Santa Quitéria e Hidrolândia.
Morada Nova, com 54.938 eleitores é o maior colégio da Região Jaguaribana. Limoeiro do Norte (41.979) e Jaguaribe (28.328) também são dois grandes centros regionais. Ao todo, são 16 municípios e 303.740 votos naquela área.


Outro grande centro eleitoral cearense é a Região dos Inhamuns. É naquela zona que está localizada a cidade de Crateús que, com 56.451 votantes, está no grupo dos 10 maiores municípios do Estado, em termos de eleitores. Importantes redutos políticos como Tauá (42.385) e Ipueiras (31.937) também compõem aquele domínio do Ceará.


Cidades
O Litoral Oeste tem em Itapipoca o seu maior município em número de eleitores: 77.728. Ao todo, as 17 cidades totalizam 396.643 votos. Dependendo da coligação, eles podem eleger sozinhos, quatro ou cinco deputados estaduais. São Gonçalo do Amarante, Paracuru e Itapajé também estão encravadas naquela parte do Estado.


Outra macrorregião é a Centro-Sul. Lá está Iguatu que faz parte do ´top-10´ do Ceará, com 68.621 eleitores. Icó, com 50.565 votantes é o segundo maior da região que ainda tem Lavras da Mangabeira (24.705), Acopiara (33.898) e Cedro (19.084), dentre outros.
Dez municípios compõem a Ibiapaba. Tianguá é o maior colégio com 45.997 votantes. São Benedito, Ipu e Ubajara aparecem na sequência. Pires Ferreira é a menor cidade (6.803).


DÉFICIT
Redução de eleitores em 17 municípios cearenses
Para as eleições de 2010, 17 municípios cearenses registraram queda no número de eleitores em relação a 2006. Acopiara, Aquiraz, Cedro, Irapuan Pinheiro, Eusébio, Ibaretama, Meruoca, Morrinhos, Ocara, Pacujá, Palhano, Palmácia, Penaforte, Piquet Carneiro, Quixelô, Senador Sá e Umari.

Segundo o TSE Piquet Carneiro terá 9936 eleitores


A redução de 440 eleitores de 2006 para 2010 transformou Senador Sá, na Região Norte, no menor município em número de votos. No último pleito, o município tinha 5.081 eleitores, agora, apenas 4.641.
A perda de eleitores mais acentuada, entretanto, é registrada em Aquiraz e Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza. O primeiro teve queda de 43.803 habitantes aptos a votar em 2006, para apenas 39.941, este ano.


Eusébio, por sua vez, tinha 27.542 eleitores nas últimas eleições. Este total foi reduzido em 2.862 eleitores, passando para 24.680. A cidade será a única do Ceará onde será testado o novo sistema de voto biométrico, em que o eleitor pode votar com a identificação por meio das suas digitais.

Fonte: Diário do Nordeste

Mais alguns desenhos de nossos colaboradores

Leandro

Leandro 002 Leandro 001

 Sebastian

Sebastian 002 Sebastian 006

Clique nas imagens para ampliar

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Piquet Carneiro marca presença na Expocrato 2010

Loucos Sem Destino 
           Diversas pessoas de Piquet Carneiro estão na cidade de Crato para conferir a edição 2010 da Feira de Negócios Agropecuários.
            Entre os prestigiadores está o Grupo "Loucos Sem Destino", que já reviraram não só a cidade, mas região do Cariri de ponta cabeça. Confira algumas imagens ao lado da estátua de Pe. Cícero e com o famoso Seu Lunga.

Fotos cedidas por Danilo Pereira.


domingo, 18 de julho de 2010

Youtube mais rápido

Agora o youtube tem uma funcionalidade para os pobres coitados da internet discada ou da banda larga frajuta.

Você pode diminuir a qualidade do video  para 240P. Veja na foto abaixo.

youtube mais rapido

Embora o video perca um pouco da qualidade, ele vai carregar mais rápido.

Confira nossos videos no youtube clicando aqui

domingo, 11 de julho de 2010

Apostador de Mombaça, no Ceará, acerta sozinho a Mega-Sena e leva R$ 21 milhões


Outras 63 apostas acertaram a Quina e levaram cerca de R$ 31 mil, cada.
Prêmio do próximo sorteio será de R$ 2 milhões.


Um apostador de Mombaça, no Ceará, acertou sozinho as dezenas da Mega-Sena sorteadas neste sábado (10), pelo concurso 1.195.
Os números sorteados foram: 17 - 20 - 26 - 27 - 55 - 57.
Segundo a Caixa, 63 apostas acertaram a Quina e cada uma vai receber R$ 30.696,54. Outras 4.448 apostas acertaram a Quadra e cada uma receberá R$ 621,10. O prêmio para o próximo sorteio da Mega-Sena será de R$ 2 milhões

sábado, 10 de julho de 2010

Pessoas de 260 cidades do Brasil já acessaram o informegerAcao.com


O Informe gerAção agradece a todos pelo carinho e atenção. Nossa motivação é saber que estamos contribuindo para que sua vida se torne melhor, mais feliz e com mais conteúdo...

ATEU POR VOCAÇÃO DIVINA

O ateísmo pode ser uma vocação divina. Só alguns ateus têm a capacidade, a dignidade de criticar as grandes religiões. Eles têm o dom de mostrar o que elas não querem ver, de dizer o que elas não gostariam de ouvir. Muitas vezes eles "são a voz de Deus" perante aqueles que se julgam proprietários do dizer e querer divinos.
Mas, não é qualquer ateu, como esses que vivem do seu materialismo prático, chafurdados no consumo, indiferentes às injustiças e à condição de seus semelhantes. Esses sim são os perniciosos. Tem que ser o ateu alimentado pela fome e sede de justiça, que põe a sua própria vida em risco, que sabe apontar as grandes contradições das religiões - e do resto da sociedade -, particularmente das instituições que as representam. Eles também, para serem verdadeiros, têm que ter coerência prática com o que dizem.
Essas pessoas costumam ser detestadas no mundo religioso, vistas como perigo para a humanidade, ervas daninhas, outras qualificações pejorativas que visam apenas desmoralizá-los, mas que não são capazes de assimilar os fundamentos verdadeiros de suas críticas.Biblicamente, Deus se revela explicitamente a alguns pela manhã, outros pelo meio dia, outros pela tarde, outros somente depois da morte, no encontro em que a prática da justiça torna-se critério decisivo da pertença ao Reino de Deus. Só aí saberemos realmente quem são os verdadeiros ateus, ou os que realmente são de fé, ou os que são apenas "aparência de ser". Aqui, mais que nunca, as aparências enganam.

*Roberto Malvezzi, Gogó * Agente Pastoral da Comissão Pastoral da Terra
FONTE:Adital

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Entrevista - Dom José Mauro Ramalho



Nosso colaborador Osmar Filho realizou uma entrevista exclusiva com Dom José Mauro Ramalho.

Dom José Mauro Ramalho é natural de Russas, tendo nascido no dia 14 de maio de 1925. Foram seus pais o Dr. José Ramalho de Alarcon e Santiago e Dona Maria de Alarcon e Santiago.
Dom Mauro realizou os estudos seminarísticos no célebre e vetusto Seminário da Prainha, em Fortaleza, na época sob a égide dos padres da Congregação da Missão - os Vicentinos - Ordem fundada pelo grande São Vicente de Paulo, no século XVII.

Assim, após os cursos superiores de Filosofia e Teologia, eis que, no dia 5 de dezembro de 1948, mediante a imposição das mãos episcopais de Dom Aureliano Matos, então Bispo Diocesano de Limoeiro do Norte, o diácono José Mauro tornava-se "sacerdos in aeternum" (sacerdote para sempre!).
Em 13 de outubro de 1961, estava o Pe. José Mauro Ramalho à frente da Paróquia de Aracati-CE, quando surpreendido pela indicação, que lhe foi feita pelo Papa João XXIII, para exercer o cargo de primeiro bispo de Iguatu-CE.

No dia 6 de janeiro de 1962, na cidade de Aracati, ocorreu sua ordenação episcopal.
No dia 4 de fevereiro daquele mesmo ano (1962), "tomou posse da Diocese de Iguatu em meio ao entusiasmo do povo, na preseñça de muitos padres, bispos, Arcebispo de Fortaleza, autoridades civis e o Governador do Estado do Ceará, Dr. Parsifal Barroso". (Cf. Boletim da Diocese de Iguatu, edição 43, de 5 de novembro de 1973).

Dom Mauro governou a Diocese de Iguatu de 4 de fevereiro de 1962 até 26 de julho de 2000. Foram, portanto, 38 anos de ininterrupto episcopado, fecundo sob vários aspectos.
Dom José Mauro foi sucedido por Dom José Doth de Oliveira, a quem teve o mérito de ordenar sacerdote (em 1964) e consagrar bispo (em 1990).

A Diocese de Iguatu, agora sob o governo pastoral de seu 3º antístite, Dom Frei João José da Costa, O. Carm., encaminha-se para a celebração, já próxima, de seu Jubileu áureo de instituição canonica (fato histórico ocorrido em 28 de janeiro de 1961).

Nesta entrevista, Dom Mauro fala de seu período à frente da DIOCESE, não deixado de dar também enfoque às atividades conexas com o ministério episcopal (Vaticano II, Visita Ad Limina, formação dos leigos, CEBs etc).

Na parte 6 desta postagem, pode-se ver o primeiro bispo de Iguatu "ao piano", onde nos revela um pouco das suas aptidões pela música.
VALE A PENA CONFERIR!

Biografia por Osmar Lucena Filho


Parte 2      Parte 3        Parte 4         Parte 5       Parte 6

domingo, 4 de julho de 2010

Prefeito Expedito lança Pró Cidadania e faz entrega de benfeitorias

     Nesta manhã de domingo, o Prefeito Expedito e todo o seu secretariado estiveram presentes no centro da cidade, realizando entrega de benefícios a população.

   A primeira ação do evento foi o lançamento oficial do Pró-Cidadania, que formou 14 agentes da cidadania com o objetivo de garantir mais segurança para a população do município. Além da Hilux do Pró-Cidadania Expedito fez questão de antecipar que nos próximos dois meses, a PM também terá mais um veículo Hilux para reforçar o patrulhamento da cidade.

     A Secretária de Saúde Valéria Franco entregou a chave de uma das duas ambulâncias zeradas que foram entregues ao município na ocasião. Mais dois tratores e um tanque de resfriamento de leite completaram as benfeitorias.

   A programação da 53ª Semana do Município segue com a abertura oficial logo mais a noite, quando será inaugurado o Ginásio Poliesportivo João Ferreira Lima, completamente reformado, onde acontecerão diversas apresentações culturais. Na oportunidade também será eleita a garota do município e será exposto slide com as belezas naturais.

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"