quinta-feira, 20 de maio de 2010

Os Jovens e a Família

    Os jovens, sempre discordaram dos erros dos adultos, sempre lutaram positivamente pelo que pensam.  Muito deles amam o sistema social criado pelos adultos, sistema que os transforma em consumidores, que sufoca a sua identidade, seus projetos. É a geração que quer tudo rápido, pronto, sem elaborar, sem batalhas para conquistar. É a geração que não sabe unir disciplina aos sonhos, que procurar usar processos mágicos para lidar com suas frustrações, que tem dificuldade em pensar antes de agir…
    A juventude precisa sempre questionar, través do questionamento que evoluímos, aprendemos, tomamos consciência do todo que nos cerca. Ao inibir isso, estamos matando nossa essência e com isso deixando, em parte, de sermos homens para nos tornarmos algo que não sei o que é ainda. Não falo da rebeldia do simples querer, que poderíamos classificar como mimada, falo da rebeldia de idéias, do gosto de revolucionar o mundo, de destruir tudo e refazer ao seu jeito. Vejo jovens que aceitam tudo, não querem transgredir, querem apenas viver tudo, sem custo, sem esforço, não a tempo a ser perdido com estudos. É a época das facilidades, onde o que vale e a lei do menor esforço. O importante de hoje é o “agora”, o futuro é amanhã e não importa. O passado é algo esquecido. Não existe mais história. Tudo é instantâneo.
    Ouvimos de professores que os alunos chegavam cada vez mais fracos. Não estudavam, não entendi que antes de colher é preciso plantar. O esforço faz parte da vitória. Querer é poder, entretanto se só ficarmos no querer, no desejo, no sonho, nada acontece, é preciso trabalho, perseverança, suor. E isso a nova geração não quer mais, não acredita mais. Preferem serem adultos rápidos.
    O estado que nos encontramos hoje, só nos indica que falhamos em nossa tarefa de construir um futuro, porém ainda existe esperança. Em cada nova vida, está uma nova oportunidade de  fazermos a seguinte pergunta: E você jovem não vai fazer nada? E isso que você quer pra sua vida?

Ana Maria Vieira de Sousa

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"