sexta-feira, 3 de julho de 2009

Prazer e Responsabilidade nas Relações Sexuais

Hoje os adolescentes iniciam a vida sexual muito cedo, sem entender o por que. Às vezes por problemas familiares, as vezes por curiosidade, por descoberta do próprio corpo, mas isso vem acontecendo de maneira muito precoce. Eles ainda não tem a maturidade para discernir que o ato sexual é ato que deve ser amoroso, que deve trazer felicidade para a vida do jovem e por isso deve ser encarado com muita responsabilidade com o seu corpo e com o corpo do seu parceiro.


Alguns jovens, principalmente as mulheres, carregam uma concepção errada sobre o sexo. Aprendemos que aquilo é negativo, é sujo, não pode ser realizado... Já com o homem acontece o contrário ele é incentivado desde cedo a ter relações sexuais, a se masturbar, a observar o corpo. Ai encontra a primeira dificuldade no ato sexual. As vezes a garota sente um pouco de dor, não sabe exatamente como e onde sentir prazer.

É preciso conversar com essa galera que isso é um processo natural e que aos poucos, eles vão se encontrando como casal. Por isso é importante a intimidade. O que está acontecendo hoje é que os jovens nem se conhecem e já tem relação sexual. É importante conviver, conhecer o aspecto psicológico, a personalidade do outro para enfrentar a primeira crise, que poderá ser muito difícil para o casal. Às vezes o parceiro tem muita experiência e o outro não tem.

O sexo não é o ponto mais importante num relacionamento a dois, ele é um complemento que deve ser sadio e encarado com maturidade.

Ana Maria Vieira de Sousa
Coordenadora da PJMP no zonal IV

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"