sexta-feira, 3 de julho de 2009

FESTA DO PADROEIRO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

Nossa cidade comemorou neste mês a Festa do Padroeiro, que teve início no dia 10 e término dia 19, reunindo todas as comunidades nesse movimento.

São nove noites nas quais cada comunidade, organizações pastorais e populares, classes sociais, se dispõem para arrecadar, organizar e fazer desse um momento especial.

Para comemorar as bênçãos do padroeiro, ano após ano é realizada uma maratona de quermesses, onde são vendidas uma grande variedade de comidas típicas para a população e visitantes, que são atraídos pelos sabores e pelo grande clima de festa em que se converte toda a cidade.

Em meio a essa comemoração o que mais vale destacar é a união de um povo em prol de uma causa. Essa manifestação da fé do povo é realizada anualmente, sendo a cada nova edição superados novos e maiores obstáculos, com muita garra, determinação, enfim, união.

Podemos tirar desse exemplo mais uma lição: “nada é impossível para quem tem objetivos definidos e está disposto a batalhar por eles lado a lado com os seus semelhantes”.

Assim como nada é impossível, devemos levar em consideração também que nem tudo que é normal é necessariamente aceitável. Há duas coisas a se fazer com esse mundo: modificar e preservar; modificar para facilitar as nossas vidas, e preservar para que nele possam habitar as futuras gerações.

A obrigação de oferecer as melhorias para o povo é dos governantes eleitos, mas a necessidade que sejam feitas é do povo. Então, não adianta ficar de braços cruzados esperando que o governo faça algo, enquanto nós é quem sofremos com a ausência de suas iniciativas. O governante, seja municipal, estadual ou federal, é eleito para representar o povo, mas ele não é o povo, portanto cabe aos cidadãos tomar suas próprias iniciativas quando acharem necessário.

O Sagrado Coração de Jesus, imortalizado como Padroeiro da nossa paróquia, foi celebrado em grande estilo, com muita festa e alegria, nos deixando um grande ensinamento: Um povo que trabalha unido e organizado consegue o que quer, pois tudo que existe foi o povo que construiu e não os governantes. Foram pessoas e/ou o seu suor que transformou pensamentos em ações. Ninguém é maior que ninguém, mas um povo unido é maior que qualquer coisa.
Por Cinésio Lima

Um comentário :

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"