quarta-feira, 1 de abril de 2009

O MUNDO DÁ VOLTAS (!?)

“O mundo dá voltas”... Não conheço a autoria desta célebre frase, que certamente todos já ouvimos alguma vez na vida. Mas, o que realmente significa dizer isso? Cientificamente é algo extremamente simples e tem uma explicação visível a todos que vêem e sentem, constatado com o passar das horas e a conseqüente transformação do dia em noite e vice-versa. Mas, não acredito que isso faça algum sentido de se dizer constantemente.

Lembro também, neste momento, que a afirmação pode referir-se a acontecimentos históricos, com suas reviravoltas, por exemplo: no princípio o homem não pensava intelectualmente, apenas seguia instintos, enquanto que hoje ele pensa tanto que as vezes acaba ignorando os mesmos instintos que perpetuaram a sua sobrevivência neste planeta; houve um dia em que um escritor teve a inspiração de contar a Lenda da Sobrevivência, na qual porcos-espinhos se unem corpo-a-corpo suportando a dor da picada dos espinhos uns dos outros, para assim conseguir sobreviver em meio ao frio, enquanto que hoje os homens afastam-se cada vez mais, mesmo quando é indispensável a convivência eles sempre acreditam que tudo se resolverá com a morte, proclamando guerras como solução para a vida – se não houver guerra acontecerão muitas mortes... (!?).

Ainda assim, não consigo imaginar que isso se passe pela cabeça das pessoas ao pronunciar a célebre frase. Bem, num último suspiro na tentativa de desvendar esse mistério, arrisco supor que elas dizem isso no dia-a-dia da maneira mais banal possível, diz-se regularmente para expressar que haverá uma revanche (vingança), ou então que conseguiremos nos reerguer de uma derrota e dar a volta por cima... Contudo, só posso concluir que não é “o mundo que dá voltas”, mas nós quem damos voltas no mundo. Somos nós que suportamos os espinhos, nos reerguemos da derrota, criamos forças e caminhamos.

É nessa intenção, e com grande satisfação, que escrevo essas palavras, simplesmente para dizer que o nosso objetivo é que o gerAção seja combustível para que você dê muitas voltas no mundo.

Cinésio Lima

“Talvez não sejamos nós a colhermos os frutos da verdadeira liberdade, mas nos cabe, hoje, lançar as suas sementes”

Nenhum comentário :

Postar um comentário

"O sucesso normalmente contempla aqueles que estão ocupados demais para procurar por ele"